10 dicas para evitar comprar por impulso

Nem sempre isto é bom mas comprar por impulso é um inimigo número um do seu orçamento mensal.

Está certo que a oferta da publicidade é apetitosa e nos salta aos olhos quer nos media ou nos centros comerciais, por vezes caímos em tentação e acabamos por comprar o gadget mais recente , aquela extravagância que já ambicionávamos a algum tempo e estava naquele dia em promoção e lá vai uma fatia do seu orçamento familiar ou pessoal até.

O segredo é não se deixar levar pelas armadilhas que o levam a comprar por impulso seja no centro comercial  em lojas online , a oferta é basta.

Para ajudar ainda mais apresentados de seguida 10 dicas para  evitar compras por impulso.

1-Faça as contas às horas de trabalho

Esta é talvez a melhor dica que pode ter para demover alguém de gastar o seu dinheiro na hora, é pensar no número de horas que vai ter de fazer para ganhar o dinheiro para aquilo que vai comprar.

Uma exercício que pode fazer na altura é fazer as contas de cabeça de quantas horas vai trabalhar para conseguir pagar este objecto.

O que deve ponderar mesmo assim é se o valor do objecto compensa a utilização que vai ter a longo prazo, por exemplo um filme ou algo caro que depois vai ficar esquecido na prateleira e teve que trabalhar algumas horas para o comprar, não deve ser uma boa ideia.

2- Não leve os cartões de crédito

Os cartões de crédito podem servir como um alívio momentâneo, que vai tornar aquele dinheiro fácil de pagar, mas esqueça isso pois o dinheiro vai ser o mesmo ainda que tenha que pagar no longo prazo com juros. A melhor ideia é apenas levar um cartão de crédito com um plafond para alguma emergência ou algo que já planeia comprar.

Se puder evite os cartões de crédito faça-o, opte antes pelos de débito que assim sabe logo que o dinheiro vai desaparecer na sua conta na hora e vai pensar duas vezes antes de uma compra impulsiva.compras por impulso

3- Bloqueie sites de compras online

Com a internet e as lojas online no conforto do nossa casa adquirimos o que quisermos.

Muitas vezes fruto da facilidade que é colocar os dados do cartão, e com a facilidade que aquele objecto é nosso, nem pensamos no dinheiro que ele custa.

Por isso se compra habitualmente online e de forma compulsiva ,evite visitar sites de compra ou bloqueie os mesmos com programas de controlo parental.

4-Não vá às compras com grupos de amigos

A pior coisa que pode existir para uma compra por impulso é ir as compras com amigos, a pergunta que vai fazer é:” será que compro?”  “o que achas?”.

Esta é onde acaba uma saída com amigos , mais uma coisa para levar para casa, faça antes planos do que vai ou necessita comprar naquela saída para compras.

5- Ponha de parte o dinheiro que vai gastar

Este é uma dica que para além de permitir poupar dinheiro se pode aplicar nas compras por impulso. Um exemplo muito comum é a marcação de férias, evite comprar um destino de férias a pensar que vou pagar a longo prazo com crédito .

Se por outro lado optar por colocar dinheiro de parte para aquelas férias vai evitar comprar aquele pacote de férias que até é mais caro mesmo com uma boa promoção de ultima hora da agência.

6-Faça doações para a caridade

É muito comum pensarmos em ir compra aqueles sapatos novos na loja, e no caminho cruzar com alguém que até necessita de uns sapatos pois os que está a usar ainda estão em piores condições que os seus.

Pense antes em ajudar essa pessoa ou doe esse dinheiro para a caridade , é por uma boa causa. Por vezes esse valor em vez de uns sapatos bonitos vai ajudar uma família a comer durante uma semana.

7-Gaste esse dinheiro com outros

Quando se fala aqui em outros refiro amigos ou familiares que precisam de alguma coisa ,naquele momento e já que vai gastar esse dinheiro por que não ajudar. Deve pensar que ao comprar por impulso vai ter apenas em alguns casos um satisfação momentânea, e para essa pessoa que ajuda próxima de si será algo que ela precisa.

8- Gasta o dinheiro em experiências e não coisa materiais

Pensa antes de uma compra impulsiva que vale mais ter um bom momento a dois, vai falar dele por exemplo durante anos do que um objecto que dai a uma semana já nem lhe pega.

Por isso prefira experiências enriquecedoras a objectos obsoletos, vai de certo achar que o  dinheiro foi mais bem gasto nas primeiras.

9- Evite o centro comercial como forma de terapia

Se gosta de fazer compra e se sente bem ao fazer, e serve até como terapia em momentos de stress, está a comprar por impulso de certeza e a gastar o seu dinheiro.

Se é o seu caso opte antes por outras actividades relaxantes como ouvir música ou dar uma caminhada, vai sentir-se mais leve e ainda faz bem à sua saúde.

10-Faça um orçamento Familiar

Se é uma pessoa que não faz contas à vida chegou o momento de começar a fazer um orçamento familiar.

Se o fizer vai ter de registar tudo o que ganha e gasta e vai assim saber por onde anda o dinheiro e ver o que pode realmente gastar perante o que realmente necessita.

Deixar um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.